SHAPES



Criar Shapes (formas, moldes) a partir de fontes  é o procedimento mais comum quando queremos produzir nossas próprias formas.

Basta abrir uma nova imagem e digitar a letra/fonte, configurando o texto para Vector.  Em seguida, Objects/Convert to Path. 

E então, File/Export/Shape... e depois usar e abusar.

Mas vejamos abaixo o que mais podemos fazer, segundo Itajaci Caldeira, que gentilmente disponibilizou este mini-tutorial sobre Shapes para o Caderninho.

     


Por premissa, apenas vetores podem ser transformados em shapes (não existem tubes transformados em presets shapes) mas imagens vetoriais podem ser exportadas como shapes. Existem milhares delas pela net, são as CMX (formato da Corel), as WMF (Windows Metafiles) e outros formatos que não me ocorrem agora. Existem CDs de cliparts com milhares dessas imagens e podem também ser baixados através dos programas de shared (e-mule, por exemplo).

 
Elas são formadas por vetores e sempre mostram as layers vetoriais de que são formadas. Para salvá-las como Presets Shapes é bem fácil (usei o PSP X):
 
01 - Abra um clipart vetorial. Na palette de layers você poderá ver todas as camadas que formam a imagem, basta clicar sobre o sinal de + que aparece à frente da layer inicial:

 

 

clique sobre o sinal de +

 

 
 
 
  
02 - Se o clipart for muito grande, diminua-o. Em Selections, selecione Select All. Clique sobre a primeira layer (Polygono) com o botão da direita do mouse e escolha Group. Como são muitas as layers, talvez o processo seja um pouco demorado. Sua palette de layers ficará assim:

 

 

 
03 - Renomeie as duas layers, Vector 1 e Group 1, para o nome que você quer a shape:
 
 
 
04 - Vá em File/Export/Shape e exporte seu novo preset shape. Cuidado ao nomear pois o programa não aceita nomes repetidos.
 
 Como essa imagem tem muitas layers, o preset não pode ser disponibilizado pois estava muito pesado... A aplicação ficou assim, sem nenhuma deformação:
 
 
 
É só... viu como é fácil?
 
~~****~~
 
 

Este mini-tutorial foi criado por Itajaci Caldeira,

em novembro de 2006

Autorizado para publicação no Caderninho

Direitos Reservados

 
Folhas Soltas Caderninho